Turismo
Publicada em 26/11/15 as 15:54h - 170 visualizações
Com dólar em Alta, viagens internas e para a América do Sul são as melhores opções de turismo

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

O dólar subiu, e neste fim de ano muitas famílias terão que economizar para poder aproveitar as férias. Embora no exterior haja muitos lugares cujo custo cresceu, em função da alta do dólar, existem outros lugares, cujo custo não é tão alto e as famílias conseguem aproveitar mais a viagem.

No Brasil, se intensificou a procura por viagens no território nacional, em decorrência da alta constate da moeda americana. E o custo está mais acessível do que estaria em viagens feitas para o exterior.

Turismo Interno:

Barra do Sahy - SP: O litoral paulista é cheio de encantos que muitos ainda desconhecem. A região da Barra do Sahy é um pedaço tranquilo de São Sebastião. Além disso, as praias têm boa infra-estrutura para turistas e são bastante recomendadas para famílias com crianças.

Caldas Novas - GO: Mesmo sendo do lado da cidade de Rio Quente, a estância hidrotermal é uma das mais conhecidas do país e está repleta de resorts ideais para quem quer relaxar. Um dos passeios mais bacanas é o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, onde há cachoeiras de água quente, cercadas de vegetação.

Maragogi - AL: A cidade alagoana já tem fama de ser uma das mais baratas do nordeste, com a vantagem de reunir os cenários paradisíacos típicos da região. As praias podem ser exploradas de diferentes maneiras, sem que seja necessário pagar por isso.

Turismo Externo:

Argentina: É um destino turístico atrativo aos brasileiros há alguns anos. A capital Buenos Aires é sempre uma boa opção, com uma infinidade de atrações culturais e ótima gastronomia. Porém, outras regiões turísticas também se destacam como Mendonza e a Patagônia.

Chile: O país é um destino viável para viajar em tempos de dólar alto. Os principais passeios e atrações da cidade de Santiago saem por menos de R$ 150. Na questão da alimentação, uma refeição acompanhada de um bom vinho chileno custa em torno de R$ 50.

Uruguai: O país também oferece uma boa relação custo-benefício aos visitantes. A capital Montevidéu apresenta história, arquitetura e belas paisagens, logo, algumas das principais atrações turísticas e cartões postais não são pagos e ainda tem dias de visitação gratuitos, o que já representa uma boa economia. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Evolução e Mulher Determinada
Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 9 7240-3561 / (11) 9 6012-4549 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados