Política
Publicada em 13/09/17 as 20:18h - 707 visualizações
Desesperado MTST leva invasores de terreno ao Paço Municipal
Lideres querem pressionar prefeito quando Justiça já determinou reintegração

Montero Netto


 (Foto: Divulgação )

Invasores do terreno da Rua João Augusto de Souza, no bairro Assunção, em frente a Scania, que ocupam ilegalmente o local desde o dia 2, comandados pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) estão no Paço Municipal de São Bernardo para pressionar o prefeito Orlando Morando (PSDB). O movimento quer que o chefe do Executivo resolva a situação das cerca de 3.500 famílias que ocupam o terreno irregularmente.

Eles chegaram no Paço por volta das 16h30 liderados por Guilherme Boulos, lider do MTST que já tem um histórico complicado a frente de manifestações que acabam prejudicando as cidades por onde passa sem resultados efetivos visto que suas pautas de reivindicação acabam sendo baseadas na equação pressão, violência e desistência.

Uma comissão do MTST foi recebida pior secretários da administração já que o prefeito Morando não estava no Paço. Os cerca de 4 mil manifestantes, que estão no Paço Municipal querem que a Prefeitura intervenha para impedir que a reintegração de posse da área ocupada siga a frente, reivindicação que não encontra respaldo na Justiça que fará a ação com  suporte policial, como manda a lei. A reunião continua.

Retrospecto negativo - Boulos é um velho conhecido na região do ABC. Ele esteve a frente da invasão do terreno da Volkswagen, em 2003 quando dias antes da reintegração de posse que ocorreu, o repórter fotográfico La Costa, da Revista Época, foi assassinado brutalmente em frente aos colegas por um dos integrantes da invasão, com tiros a queima roupas, em plena luz do dia. Depois em Mauá, em 2008, o próprio Boulos que comandou a invasão de uma área no Itapark protagonizou o quebra quebra no gabinete do prefeito, fato registrado pelos jornais da época que mostravam Boulos em cenas de pancadaria; e mais tarde em 2010, comandou a invasão de um terreno na Cidade São Jorge, em Santo André, na administração do então prefeito Aidan Ravin, Todos esses movimentos terminaram com desgaste da administração, pessoas usadas como massa de manobra e desocupação dos terrenos. A vereadora Ana Nice (PT) e membros do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo também estão ocupando papeis de protagonistas na invasão visto que usaram microfone do protesto para se manifestar.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados