Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

Buscar   OK
Política
Publicada em 06/03/17 as 15:16h - 45 visualizações
Benjamin considera depoimento de Odebrecht peça chave para Lava-Jato
Empresário disse que pagou propina aos três principais candidatos das eleições de 2014

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

O depoimento dado por Marcelo Odebrecht é considerado o mais importante dos 50 depoimentos ouvidos pelo ministro do TSE Hermann Benjamin, que além de ser o relator do processo de cassação da chapa Dilma-Temer, é o ministro que tem ouvido os envolvidos da Operação Lava Jato desde agosto do ano passado.

Há de se lembrar que Odebrecht, está preso desde junho de 2015, o empresário abriu o jogo na última quarta-feira (1), e disse que de fato fez doações que beneficiaram as campanhas dos três principais candidatos da última corrida presidencial. Apesar de não ter declarado valor, Odebrecht declarou que beneficiou as campanhas de Aécio e Marina Silva, além de ter doado a Chapa Dilma-Temer uma quantia que gira em torno de R$ 150 milhões.

O empresário ainda comentou que esteve reunido com a cúpula do PMDB em 2014, para tratar dos valores da transação entre a empreiteira e a legenda, mas nega que o então vice presidente Temer tenha participado da reunião.  Sobre a doação do PT, Odebrecht conta que parte da doação fora feita ao então marqueteiro da legenda, João Santana, e que a presidente Dilma tinha ciência de que a doação estava sendo feita.

Após a delação os partidos contra-atacaram a Odebrecht, o PT disse que não se manifestaria, mas a assessoria da ex-presidente Dilma afirmou que nega que Dilma tenha autorizado dinheiro proveniente de Caixa 2 em suas campanhas presidenciais. O PMDB por sua vez afirma que houve um encontro com Odebrecht, mas garante que as contas da legenda estavam aprovadas pelo TSE no momento da eleição. O PSDB e PSB negaram qualquer envolvimento com dinheiro vindo de caixa dois nas eleições de 2014.

O que mais impressionou a todos os presentes no depoimento do empresário, é que o mesmo revelou sua imensa capacidade de ter um poder tão influente, que tinha em suas mãos muitas pessoas ligadas diretamente ao poder público. Tanto que não é à toa que conseguiu doar propina as três principais candidaturas da eleição presidencial passada.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Entrevistas com vereadores do ABC eleitos em 2016
Parceiros
Evolução e Mulher Determinada
Jornal Divulgação Exata - (11) 9 7240-3561 / (11) 9 6012-4549 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados