Política
Publicada em 01/10/16 as 09:06h - 203 visualizações
50 prefeituráveis do ABC apresentam suas propostas

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

Neste domingo (2), os quase 2 milhões de eleitores da região do ABC, elegerão os seus prefeitos e vereadores que terão a responsabilidade de estar à frente das sete cidades no quadriênio de 2017 à 2020. Os candidatos apresentaram os principais destaques de seu plano de governo para o seu mandato.

Na cidade de São Bernardo a disputa acontecerá entre seis candidatos. O candidato do governo Tarcisio Secoli (PT), diz que continuará os projetos do atual governo como o Drenar. Já Orlando Mornado (PSDB), focará em criar novos empregos e melhorar a saúde. Alex Manente (PPS), visa tirar a cidade da crise fazer uma administração popular. Tunico Vieira (PMDB), diz que fará uma gestão baseada na ética e na transparência. Cesar Raya (PSTU), destaca que seu plano de governo será voltado no interesse dos trabalhadores. Aldo dos Santos (PSOL), diz que nessas eleições de fato o poder público chegará na periferia.

Em Santo André, o pleito será disputado por sete candidatos. O prefeito Carlos Grana (PT), diz que manterá as obras de qualidade de vida para a população andreense. O ex-prefeito Dr. Aidan diz que retomará as obras que foram interrompidas e realizar novos projetos. Paulo Serra (PSDB), visa fazer um gestão que conte com a ajuda popular. Ailton Lima (SD), diz que sua irá trazer os empregos novamente aos andreenses. Já Rafael Daniel (PMDB), diz que fará uma renovação dentro da administração pública. O advogado Raimundo Salles (PPS), visa fazer uma revolução na educação zerando o déficit nas vagas de creche. Já o ex-vereador Ricardo Alvarez (PSOL), defende o Juri Cidadão, e melhoria nas áreas de educação e saúde.

Em São Caetano do Sul, o pleito acontecerá entre oito candidatos. O prefeito Paulo Pinheiro (PMDB), diz que continuará a fazer obras pela qualidade de via na cidade. O ex-prefeito Auricchio (PSDB), diz que investirá em saúde, segurança e educação. Fábio Palácio (PR), investirá nos jovens da cidade e em Saúde e Segurança para a cidade. A vice-prefeita Lucia Dal'Mas (PRTB), diz que fará um governo aberto e tirará o governo da UTI. Já Gilberto Costa (PEN) diz que revolucionará a área da Saúde. Márcio Della Bella (PT), visa governar uma cidade para dar serviços públicos com qualidade para a população. Sara Jane Zanetti (REDE), tem como foco  fazer uma gestão com interação ativa da população. Já Vadinho (PV), visa melhorar as áreas da saúde, educação e segurança, além de implantar um polo tecnológico.

Em Mauá, o pleito será disputado por sete candidatos. O prefeito Donisete Braga (PT), continuará obras visando cultura, saúde e educação. Já o Deputado Átila Jacomussi (PSB), visa tratar os problemas referentes a saúde, educação, segurança, transportes e lazer. Clóvis Volpi (PSDB), diz que o seu governo será o da realidade sem a promessa de obras que não possam ser feitas. Gilberto Barros (PPL), diz que fará mudanças na saúde, segurança e saneamento básico. Márcio Chaves (PSD), tem cinco grandes eixos na campanha, são eles inclusão social, qualidade de vida, participação social, desenvolvimento continuo e modernização administrativo. Profa Rejane (PSOL) defende a gestão popular em Mauá. Rogério Santana (REDE), reduzirá as secretárias da cidade de 23 para 16, e continuará os projetos que deram certo do tempo em qe érea vereador.

Em Diadema, a disputa será entre nove candidatos. O prefeito Lauro Michels (PV), visa continuar transformando a Diadema em uma cidade humanizada. Vaguinho (PRB), visará devolver o emprego na cidade. Ambientalista Virgílio (REDE), focará em fazer uma gestão com parceira com a população.  Taka Yamauchi (PSD), levará melhorias nas áreas de educação, segurança, emprego e educação. O vereador Maninho (PT), visa o retorno da população diademense nas principais ações da cidade. Cruz (PSOL), investirá na saúde, educação e segurança pública.  Já o Prof Ivanci (PSTU), buscará zerar dois déficits na cidade, a de vagas de crianças nas creches e de habitação. Russo (PMN), focará a administração pensando nos trabalhadores da cidade. Vandival Ferreira (PCO), visará cuidar dos diretos do trabalhador e da saúde pública.

Em Rio Grande da Serra haverá só quatro candidatos.  Edvaldo Guerra (PMDB) diz que usará a sua experiência de 5 mandatos como vereador para desenvolver a cidade visando melhorar a área da saúde e educação. Já Cleson Alves (PMB) trabalhará para a melhora da saúde, educação, esporte e lazer. O petista Claudinho da Geladeira fala em administrar a cidade visando somente o interesse e os anseios da população. Enquanto o atual prefeito Gabriel Maranhão (PSDB) diz que manterá o estilo do plano de governo para continuar melhorando a cidade.

Em Ribeirão Pires haverá nove candidatos. O prefeito Saulo Benevides (PMDB)destaca que serão feitas grandes obras em sua gestão.  Dede da Folha (PPS) diz que serão feitos investimentos nas áreas da saúde e educação. Carlos Sacomani (PSL) focará na área da Saúde e investirá mais nos funcionários públicos. Renato Foresto (PT) investirá nas áreas de saúde, segurança, transporte, serviços urbanos, cultura e educação. Leo Moura (PMB) fará investimentos na saúde, educação, e no lazer e ampliando o espaço turístico na cidade. Dra Rosana Figueiredo (REDE) visa fazer uma gestão voltada na sustentabilidade e na participação popular. Greco (PRB) aponta que a parte cultural e a educação serão prioridades no seu governo. Já Kiko (PSDB) visa cuidar da educação, saúde, lazer e segurança. E Lima (PSTU) visa ter um governo com uma maior participação popular.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados