Palanque Político
Publicada em 20/04/16 as 15:00h - 313 visualizações
TSE caça o mandato de Vanessa Damo que fica inelegível por oito anos

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

No dia 19/04, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cassou o diploma da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB), e decretou que a deputada ficará inelegível até o ano de 2020. A parlamentar que fora eleita em 2014, cumpria seu terceiro mandato no cargo. A votação do TSE teve o placar de 7 a 0 favoráveis a cassação do mandato.

O motivo da cassação do diploma de Vanessa foi a divulgação de um jornal sem autoria, durante as eleições municipais passadas, que apontavam que o atual prefeito de Mauá e então concorrente, Donisete Braga teria envolvimento com o assassinato do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, morto em Janeiro de 2002.

A decisão não foi tida com grande surpresa para a deputada, que já temendo a confirmação da cassação retirou a sua candidatura para a prefeitura de Mauá, apoiando o deputado Átila Jacomussi (PSB), o seu marido Júnior Orosco é pré-candidato a vice na chapa de Átila.

A deputada ainda tentará recorrer da decisão no STF, mas enquanto isso não ocorre o suplente Cássio Navarro, também do PMDB, assumirá a cadeira de Damo na Assembleia nos próximos dias.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados