Fala Cidadão
Publicada em 19/02/16 as 17:16h - 1052 visualizações
Wilson Bessa fala sobre o escândalo de funcionários fantasmas do governo Paulo Pinheiro

Julio Cezar Green


 (Foto: Divulgação)

Wilson Bessa, 48 anos, Policial Civil há 19 anos e vice-presidente do PTdoB de São Caetano do Sul. Exerceu atividades de escrivão em locais periféricos como Santo Amaro, Osasco, Diadema. Atualmente, trabalha na Delegacia Seccional de Polícia de São Bernardo do Campo.

Dentre suas atuações na Policia Civil, destaca-se o combate ao Crime Organizado junto as Cooperativas de Transportes em São Paulo e o combate a Exploração Sexual, quando a frente do Setor de Investigações Gerais da Delegacia Seccional de Polícia de Santo Amaro.

Denunciou o caso dos funcionários fantasmas e de irregularidades na gestão do prefeito Paulo Pinheiro em São Caetano do Sul em 2013.

Jornal Exata - Conhecendo bem a gestão Paulo Pinheiro e as supostas fraudes em seu governo, como o senhor avalia esse escândalo dos funcionários fantasmas que a reportagem do SBT Brasil denunciou?

 

Wilson Bessa - A Gestão Paulo Pinheiro já começou errada com a nomeação de secretários que respondiam processos judiciais e nomeando até mesmo a própria filha para exercer cargo que tecnicamente ela não era capacitada.

Realmente é brincar de administrar com o dinheiro da população.

 

JE - Já em 2013 o senhor teve conhecimento do áudio que denunciou os supostos funcionários fantasmas, chegou a conversar com o prefeito em relação a isso?

 

WB - O áudio que tive acesso mencionava funcionários fantasmas na Secretaria de Saúde de São Caetano do Sul.

Levei o caso sim ao conhecimento do Prefeito, por intermédio das pessoas da mais alta confiança dele, sendo que em uma das vezes ele se fazia presente na sala da Assessora Especial da Prefeitura, que coincidentemente era a filha dele. Para os fatos que alego, tenho cópias documentais e ainda conversas por mensagens de textos, além de um e-mail, que comprovam toda a veracidade.

 

JE - Por que será que o prefeito não tomou providências de tais fatos tendo ciência que existia na época supostos funcionários fantasmas sabendo da existência do áudio?

 

WB - Vamos analisar um fato: Determinado vereador me revelou, que na campanha eleitoral em 2012, esse mesmo vereador e mais um grupo de pessoas, tinham que sustentar financeiramente o então candidato a Prefeito e sua família em R$120 mil por mês.

Para esse vereador, foram prometidos duas secretarias (Obras e Esportes) e um departamento (DAE).

Por esta razão, prefiro responder que, o Prefeito deixou de tomar providências verdadeiras e efetivas, por omissão e por acordos políticos.

 

JE - Desvios de verbas, Nepotismo, Funcionários fantasmas e Irregularidades contratuais foram denunciados no áudio, os munícipes que elegeram o Paulo Pinheiro têm conhecimentos desses fatos?

 

WB - Infelizmente, na cidade de São Caetano do Sul, as mídias existentes possuem contratos com a prefeitura, salvo uma ou outra exceção.

O maior jornal da região do ABC detém um dos maiores contratos de publicidade com a Prefeitura.

Claro que não fariam uma divulgação ampla sobre os fatos em questão.

Porém, temos as Redes Sociais que repercutiram de sobremaneira.

Para se ter uma idéia, tais denuncias foram postadas no Youtube, e no total mais de 20 mil pessoas as visualizaram.

 

JE - Em sua opinião, falta transparência na gestão? E quanto à população perde com isso?

WB - As promessas de campanha do Prefeito Paulo Pinheiro, foram baseadas em dois princípios: "Moralidade e Transparência".

Não somente falta transparência, quanto não cumpre efetivamente a Lei da Transparência, bravamente exigida judicialmente, inclusive, por um dos Partidos de nossa Cidade, que é o PSOL. Tal fato também é um dos motivos do rompimento da Vice-Prefeita, já no terceiro mês de mandato.

A População perde em melhores investimentos para ela mesma, como saúde, segurança, educação e muitos outros benefícios, que poderiam ser melhores canalizados. O pior de tudo, que esse escoamento desconhecido dos recursos financeiros públicos é irrecuperável.

Somente saberemos a sua real proporção, quando a Gestão for exercida por pessoa verdadeiramente comprometida com princípios morais e éticos e administrando efetivamente para a população, sem que esteja diretamente vinculado a esse ou aquele prefeito.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados