Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

Entretenimento
Publicada em 12/06/18 às 14:29h
Dia dos Namorados: do namoro aos planos de casamento
Conheça Eduardo e Amanda, o casal que se conheceu por meio do futebol e pretende se casar

Maik Uchôa


 (Foto: Maik Uchôa)

O tão esperado 12 de junho, o dia dos namorados com jantar romântico, a luz de velas e presentes foi deixado de lado para alguns casais que preferem guardar dinheiro para seu casamento. Em 2016, das sete cidades do ABC, São Bernardo do Campo teve 6 mil uniões civis, tornando o município líder em matrimônio.


Os números são os mais recentes da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE), e ainda apontam que no mesmo ano, em segundo lugar, está Santo André com 4.275. Em terceiro com 3.451 casamentos, estão os diademenses. A pesquisa ainda mostra que em Rio Grande da Serra foram apenas 380 uniões.


É comum que todos os anos, junho é celebrado por Festas Juninas e o Dia dos Namorados, mas além dessas datas fixas, neste ano de 2018, o mês está acompanhado pelo inicio da Copa do Mundo.


Ainda com base na pesquisa do SEADE-2016, se comparado 2014 com 2016, houve uma diminuição de casamentos nas cidades. Sendo, São Bernardo de 45 casamentos a menos, Santo André de 126 e Diadema com 335. Apenas das sete cidades do ABC, Rio Grande da Serra foi a única que teve aumento, sendo de 36 uniões.


Futebol, casamento e juventude


As alianças feitas de prata, considerada um símbolo para firmação de um casal que está em relacionamento durou apenas um ano, e já foram substituídas por anéis mais duradouros e reforçados a ouro que simbolizam o noivado.


A decisão veio do casal Eduardo Mendes, 21, e Amanda Lopes, 19. A história dos dois começou em 2016, no metrô de São Paulo, quando sem se conhecerem foram comprar bilhetes para embarcar em direção ao estádio do Pacaembu, palco do jogo entre Santos e Santa Cruz.


O casal santista afirma que ama futebol, mas a paixão pelo esporte chega a ter limites ainda mais quando envolve o relacionamento também. O primeiro beijo dos dois não aconteceu em arquibancada, mas sim em transporte público, justamente porque ambos estavam com olhos voltados ao jogo, mostrando que já estavam preparados para dividir fanatismo e relação.


 "A dica para ele ou ela que for viciado em futebol e possui um relacionamento, é que possam separar o esporte da relação. O futebol não vai dar o café da manhã e o amor para um casal. A prioridade é o que você vai construir, amor é conviver e estar presente o tempo todo", contou Eduardo.


Eduardo e Amanda, no dia dos namorados e também nos jogos da Copa deste ano, pretendem deixar de lado, os jantares ou algumas compras de presentes mais caros para poderem economizar para o tão sonhado dia do casamento e principalmente para a mobília da casa, que segundo eles já está sendo preparada aos poucos.


Quando a pauta é: casamento aos 20 anos e o compromisso com o futuro, o casal já sabe o que responder: "Não é errado casar. É muito relativo do casal ter maturidade para o casamento. Tem alguns que apenas com três meses já partem para o casamento. Nós estamos se planejando, estudamos gestão comercial, pretendemos só ter filhos daqui à oito anos, após uma estabilidade financeira ", compartilharam Amanda e Eduardo. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados