Cidades
Publicada em 24/03/16 as 16:48h - 424 visualizações
OAB atua em defesa da proteção animal de São Bernardo do Campo

Julio Cezar Green


 (Foto: Divulgação)

A comissão de proteção e defesa animal da OAB (ordem dos Advogados do Brasil) de São Bernardo atua na cidade visando às melhorias nas condições e nos direitos do animal do município. Envolvendo todos os animais, não somente domésticos, a comissão busca orientar e conscientizar as pessoas sobre maus tratos.


Criada em abril de 2013, pelo presidente da 39ª Subseção da OAB, Dr. Luiz Davanzo, presidida pela Dra. Antília Reis, a comissão conta com 22 pessoas que atuam em defesa dos animais.


Além dos advogados, membros permanentes do grupo, a comissão conta com membros voluntários, que são estudantes de direito, psicólogos, veterinários, biólogos, comunicadores, donas de casa e protetoras dos animais.


A presidente fala em relação a importâncias dos voluntários. "Apreendemos 200 passarinhos e 30 porquinhos da índia. Conseguimos isso, graças aos voluntários, porque começamos o trabalho às dez horas da manhã e ficamos até as duas da madrugada", conta a advogada sobre o caso recente.  


As leis de proteção aos animais de São Bernardo foram revogadas pelo prefeito Luiz Marinho, fazendo com que os animais fiquem abandonados e doentes.


"O prefeito não demonstra apoio a nenhuma causa animal, ele mandou um projeto de lei para câmara, que depois de sete sessões revogou todas as leis de proteção animal", falou a advogada. "Inclusive vemos cavalos e animais de tração morrendo e isso é graça a lei do prefeito, que a lei que tínhamos para proteger esses animais de trabalhar machucados e doentes, não tem mais", completou.


Em novembro, a comissão da OAB realizou um mutirão da vacinação, onde mais de 180 mil reais foram gastos. Mais de seis mil animais foram vacinados com a vacina V8, com ajuda da Ampara Animal que doou os medicamentos, importados da farmacêutica Merial, além do apoio do hospital Dr. Valter Hato, que colaborou com os veterinários. "Vacinamos nos locais de maior risco de cinomose. Os bairros pós Balsa, Fincos, Boa Vista e Tupã, e cinco bairros na estrada dos Alvarengas", contou a presidente.


A Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB/SBC recebe denúncias de maus tratos e descasos com animais através da sua página oficial no Facebook, por e-mail e presencialmente durante os plantões, às terças-feiras das 09h30 às 12h.


"As denúncias precisam ter fotos ou vídeo mostrando a situação de maus tratos, a descrição que a pessoa presenciou e o endereço completo para notificar o tutor do animal, para ele comparecer a OAB e fazermos o trabalho de conscientização", explicou a advogada Dra. Gisele Teixeira, responsável por receber as denúncias. Entre as notificações estão matadouros clandestinos, animais que são abatidos de maneira cruel e maus tratos.


Os advogados atuam em parceria com a Dra. Thelma Cavarzere, promotora do DICMA (Delegacia de Investigações de Infrações e Crimes Contra o Meio Ambiente de São Bernardo do Campo), que investiga o caso dos moradores do bairro Jardim Silvina que estão deixando suas moradias para outros lares, mas que para mudança são obrigados a deixar seus animais largados a própria sorte, exigência da Secretaria de Habitação.


"A Dra. Telma ia mandar um oficio para a Secretaria de Habitação de São Bernardo pra saber por que isso estava acontecendo. Por que as pessoas tinham que escolher entre ter uma casa ou os animais. Abandonar os animais é crime", informa Antília Reis. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados