Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

São Caetano do Sul
Publicada em 15/06/18 às 13:12h
Procuradoria Regional Eleitoral apresenta denúncia contra o prefeito de São Caetano

Maik Uchoa


 (Foto: Reprodução)
A procuradoria  Regional Eleitoral  de  São  Paulo apresentou a denúncia contra  o  prefeito de  São  Caetano  do  Sul,  José  Auricchio Júnior  e  o  vice  Beto  Vidoski, ambos  do  mesmo  partido, PSDB,  ao  Tribunal  Regional Eleitoral. Além dos dois, existem outras pessoas supostamente citadas por crime eleitoral no ano de 2016.


A acusação aponta crimes de caixa dois e formação de grupo  criminoso,  além  de pedir  a  cassação,  prisão  e inelegibilidade dos políticos. Ainda de acordo com o documento de investigação, os supostos  atos  foram  cometidos  em  torno  da  empresa Globo  Contábil  e  consequentemente  da  posse  de Eduardo Abrantes.


Segundo  a  investigação, Auricchio se utilizou de funcionários  e  de  familiares para  não  chamar  atenção dos recursos destinados. Entre os citados para camuflar, mostrou-se  a  existência  de uma pessoa sem condições financeiras que seja suficiente para realizar doações nesses valores altos, sendo pelo menos R$1,4 milhão durante a eleição de 2016, segundo dados do sistema do Tribunal Superior Eleitoral.


O  prefeito  da  cidade  de São  Caetano  diz  estar  presente para qualquer esclarecimento quando for acionado pela Justiça Eleitoral. 



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados