Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

São Caetano do Sul
Publicada em 30/05/18 às 14:59h
Escola pública de São Caetano do Sul vence torneio de tecnologia e sustentabilidade

Redação


 (Foto: Divulgação)

A Escola Municipal de Ensino Fundamental e Médio (EMEFM) Arquiteto Oscar Niemeyer foi a campeã geral do Torneio Intercolegial Greenk, realizado durante o Festival de Tecnologia e Sustentabilidade Greenk Tech Show, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, entre os dias 25 e 27 de maio. A escola de São Caetano do Sul também conquistou o primeiro lugar na categoria "Melhor Escola Pública" e primeiro lugar na "Captação de E-Lixo", coletando 15.680 kg de lixo eletrônico (quase o dobro da segunda colocada, o Colégio Guilherme Dumont Villares, de São Paulo, que coletou 8.490 kg).


Outras duas escolas municipais da cidade também tiveram destaque no torneio: a EME Professora Alcina Dantas Feijão ficou em 9º lugar na classificação geral, dentre 89 instituições de ensino públicas e particulares de toda a região metropolitana de São Paulo; e a EME Professor Vicente Bastos foi a campeã no Torneio de E-Sports, competindo no game LOL (League of Legends).


O objetivo do Torneio Intercolegial Greenk é conscientizar alunos de Ensino Médio e Fundamental acerca da importância do descarte correto de lixo eletrônico (equipamentos eletrônicos obsoletos ou sem uso), além de estimular práticas de sustentabilidade e integração dos jovens na cultura digital. O nome do torneio é uma espécie de síntese dos objetivos do evento, misturando as palavras geek (os apaixonados por tecnologia) e green (a preocupação com o meio ambiente).  Por isso, além dos troféus, a escola campeã também ganhou um prêmio sustentável: 20 computadores recondicionados.


PROJETO DE CAPTAÇÃO DE LIXO ELETRÔNICO


Para a participação no torneio, a coleta de lixo eletrônico foi feita entre os meses de abril e maio e também durante os três dias de realização do evento. Mas o engajamento da Escola Arquiteto Oscar Niemeyer na questão ambiental vem desde 2013, quando foi implementado um projeto multidisciplinar visando à conscientização a respeito do descarte correto de eletrônicos, sob a orientação do professor de Matemática Armando Pereira, atual coordenador pedagógico da escola.


Os alunos aprendem que o e-lixo não deve ser misturado ao lixo comum, por conter uma série de componentes químicos (como mercúrio, zinco e chumbo) que contaminam o meio ambiente. "A escola Oscar Niemeyer já tem uma tradição no desenvolvimento de projetos envolvendo meio ambiente e sustentabilidade", diz o professor Pereira.


Segundo o professor, desde 2015 a Oscar Niemeyer tem um posto permanente de coleta desses materiais aberto à população. O material coletado vai para uma empresa especializada na triagem e reciclagem de materiais eletrônicos. "Em 2017 arrecadamos cerca de 7 toneladas de material, 600 kg apenas de pilhas", destaca o professor.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados