Quinta-feira, 27 de Abril de 2018

São Caetano do Sul
Publicada em 21/11/17 as 12:56h - 86 visualizações
Meninas do futsal mostram habilidade, força e determinação nos jogos em SCS

Redação


 (Foto: Divulgação/PMSCS)

Nem as fortes chuvas que caíram sobre São Caetano do Sul foram capazes de minimizar o ânimo, a habilidade e a determinação demonstradas nas partidas de Futsal Feminino Livre, realizadas na tarde desta sexta-feira (17/11), no revitalizado Ginásio  Joaquim Cambaúva Rabello, no Bairro Barcelona.

 

Na quadra, as meninas de Taboão da Serra e Espírito Santo do Pinhal, no primeiro jogo, enquanto na segunda partida ficaram frente a frente Sorocaba e  São José do Rio Preto. Ao todo, sete gols nos dois jogos: vitória de Taboão da Serra, por 1 a 0, e empate por 3 a 3 entre sorocabanas e rio-pretenses.

 

No entanto, o que mais chamou a atenção nas partidas, com certeza não foram vitórias, derrotas ou empate. Ambas as partidas foram muito equilibradas, com lances de muita velocidade, habilidade e, principalmente, muita garra das meninas, que deixariam muito jogador de futsal profissional de queixo caído.

 

Destaques

 

Na equipe vencedora de Taboão da Serra, destaque para a goleira Carol Reis, campeã sul-americana com a seleção brasileira sub-20, e a pivô Suzana dos Reis, a mais experiente da equipe. "Temos uma equipe muito homogênea, forte e principalmente obediente taticamente. Vamos trabalhar para levar uma medalha, não importa a cor", emendou a treinadora Cris Souza.

 

Mesmo saindo atrás no grupo após a derrota na primeira partida, Espírito Santo do Pinhal ainda acredita na classificação. "Fomos campeões dos Jogos Regionais da 4ª Região, em Americana, ao golearmos Rio Claro por 7 a 2. Mesmo com a derrota, as meninas realizaram um grande jogo e estamos na briga", ressaltou o técnico Matheus Salim.

 

Após abrir 2 a 0 na primeira etapa, sofrer o empate e no minuto seguinte abrir 3 a 2 e novamente ver sua equipe não segurar o resultado e empatar, a treinadora de Rio Preto, Jessica de Lima, enalteceu o espírito de luta da sua equipe, genuinamente de futebol de campo. "Elas quase não treinaram futsal e, mesmo assim, chegaram aqui e jogaram isso tudo. Esperamos chegar entre as semifinalistas no futsal e no Campo, com certeza viemos em busca do título", declarou Jéssica.

 

Por fim, Sorocaba parece ter sido a equipe que saiu com mais força moral após ter revertido um resultado dos mais complicados na primeira etapa. E o empate, com gosto de vitória, teve um nome: a ala Bárbara Andrielli. Baixinha, muito veloz e ainda mais habilidosa, ela 'barbarizou' a defesa rio-pretense. "Meu sonho, sem dúvida, é me tornar uma grande jogadora de futsal", disse Bárbara, ao lado do técnico Braz Maciel, que apenas sorriu e consentiu com a cabeça, demonstrando ratificar as palavras de sua pupila.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados