Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

São Bernardo do Campo
Publicada em 11/07/18 às 14:43h
Apenas SBC está com as contas em dia no Consórcio

Matheus Godoy


 (Foto: Gabriel Inamine)

Durante a reunião mensal do Consórcio realizada nesta semana, o presidente da entidade e prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB), explanou a situação financeira do órgão. De acordo com o chefe do executivo, apenas o município são-bernardense não possuí pendências com a casa.


Recentemente Santo André quitou uma dívida de R$8,7 milhões com a entidade, só que paralisou temporariamente os repasses, em pedido feito pelo próprio prefeito Paulo Serra (PSDB). Já São Caetano não paga desde o mês de abril, quando a Câmara da cidade congelou as verbas destinadas ao Consórcio. O município ainda possuí dividas da gestão de Paulo Pinheiro (DEM).


Mauá e Ribeirão Pires também pararam com o repasse mensal, pois estão parcelando dívidas de gestões antigas com a entidade regional. Já Rio Grande da Serra estava pagando corretamente tanto o parcelamento de pendências antigas, como as mensalidades, mas parou no mês de maio.


“Não tem risco nenhum de estarmos ausente com algum compromisso firmado com o Consórcio. Desde aluguel, contrato de manutenção do prédio, vigilância, folha de pagamento e a Casa Abrigo. Nós temos recursos garantido em caixa que nos dá essa tranquilidade”, explicou Orlando Morando.


A entidade também informou que já entrou com quatro execuções ajuizadas contra Diadema, que deixou uma dívida de R$10 milhões ao órgão. Até o momento, essa foi a única cidade que formalizou sua saída do grupo. 

 

 

 

 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados