Sábado, 26 de Maio de 2018

São Bernardo do Campo
Publicada em 18/04/18 às 13:02h - 56 visualizações
Guarda ambiental de São Bernardo apreende 41 aves silvestres contrabandeadas

Da Redação


 (Foto: Divulgação/PMSBC)

Um total de 41 aves silvestres foram apreendidas na manhã desta terça-feira (17/04), durante patrulhamento preventivo da Guarda Ambiental de São Bernardo, na Rua Ademir de Menezes, no Jardim Calux. Entre os animais confiscados estão dois papagaios, além de canários da terra, trinca-ferros, tizius, tico-ticos e coleirinhas, cujas posses devem ser autorizadas pelo Instituto Brasileiros de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).


O flagrante ocorreu por volta das 8h30, após vistoria de documentação de um dos animais que se encontrava em gaiola exposta do lado de fora do imóvel. Ao adentrar a casa, no entanto, a guarda se deparou com as demais aves mantidas de forma irregular.


Ao lado das aves, foram encontrados cadernos com valores atribuídos a cada espécie, além de lista dos supostos compradores e de pagamentos efetuados e pendentes. O responsável pelo imóvel onde os animais foram descobertos, Francisco Aldir Costa de Oliveira, foi conduzido à Delegacia de Meio Ambiente (Dicma), onde respondeu por posse ilegal de espécies nativas. O infrator confessou o crime e recebeu multa no valor de R$ 82 mil.


De acordo com a supervisora da Guarda Ambiental, Fernanda Portela da Silva, as aves serão encaminhadas a locais adequados para seu desenvolvimento. A expectativa é que os dois papagaios sejam levados ao zoológico do Parque Estoril, enquanto os demais animais para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Cubatão, e ao centro de triagem do próprio Ibama, responsáveis pela recuperação e reintrodução desse animais na natureza.


Guarda Ambiental - A Guarda de São Bernardo tem atuado com firmeza para coibir a ocorrências relacionadas a crimes ambientais, que colocam em risco a fauna e a flora do município, cujo território é comporto em 50% por área de manancial. Além da proteção de espécies nativas, o patrulhamento preventivo da guarda foi responsável, no ano passado, pela interrupção de uma grande ação de desmatamento clandestino flagrada dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, na região do Pós-Balsa, considerada área de proteção ambiental permanente.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados