Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018

São Bernardo do Campo
Publicada em 17/01/18 as 11:13h - 25 visualizações
Prefeitura de São Bernardo dobra quantidade de doses da vacina contra a febre amarela
Cidade do ABC passará a oferecer 750 doses semanais. Pacientes lotam UBSs da cidade e formam filas de madrugada para garantir imunização.

G1


Prefeitura de São Bernardo do Campo, na região do ABC, irá dobrar a quantidade de doses de vacina da febre amarela que são oferecidas na cidade. O aumento na oferta ocorre a partir desta segunda-feira (15).

O município passará a oferecer 750 doses por semana nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Até então, eram fornecidas 350 doses por semana.

As UBSs do Jardim Leblon e da Vila Euclides também passam a aplicar a vacina. As unidades do Ferrazópolis e da Vila Dayse eram, até então, as únicas destacadas para a ação. Os dias para a aplicação da dosagem seguem os mesmos, às segundas, terças e quintas-feiras.

Neste primeiro momento, a imunização será realizada em crianças, acima de 9 meses, idosos (com recomendação médica) e pessoas que estão com viagens marcadas para áreas de risco. Para receber o procedimento, os munícipes devem se deslocar às UBSs destacadas com um documento com foto e a carteirinha de vacinação.

Na UBS Ferrazópolis, às 4h desta segunda (15) a fila dava voltas ao redor da unidade de saúde. Os pacientes começaram a chegar por volta da 0h para garantir uma dose da vacina. Serão distribuídas 150 senhas e os próprios pacientes decidiram improvisar para garantir o lugar. A senha improvisada, criada pelas pessoas que formavam a fila, se esgotou por volta das 3h.

Vacina Fracionada

O governo de São Paulo pediu ao Ministério da Saúde para antecipar a campanha da vacinação fracionada, que está prevista para começar em 53 municípios no dia 3 de fevereiro. As conversas entre os dois órgãos ainda estão em andamento.

Após o anúncio da vacinação fracionada aumentou a procura pelas doses convencionais da vacina nos postos de saúde da região metropolitana.

Na sexta-feira (12), foi atualizado para 21 o número de mortes por febre amarela silvestre no estado de São Paulo, segundo a a Secretaria Estadual da Saúde. Até quinta-feira (11), o estado contabilizava 13 mortes de pessoas que contraíram o vírus.

Também foram confirmados 40 casos autóctones (quando a doença é contraída na própria cidade e não vem de pessoas que viajaram para regiões afetadas) de febre amarela silvestre no estado desde janeiro de 2017. Antes, 29 casos tinham sido confirmados. Não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942.

De acordo com o governo estadual, os locais de infecção que resultaram em morte ocorreram nos municípios de Américo Brasiliense, Amparo, Atibaia, Batatais, Itatiba, Jarinu, Mairiporã, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Santa Lucia e São João da Boa Vista. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados