Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

São Bernardo do Campo
Publicada em 04/12/17 as 08:07h - 19 visualizações
Em São Bernardo, Polo Regional de Padaria Artesanal forma primeira turma de alunos
Fundo Social de Solidariedade oferece ainda, em parceria com o Governo do Estado, curso de Construção Civil

Vivian Rossi


 (Foto: Gabriel Inamine )

Com aceitação excepcional da população, que esgotou as inscrições nos primeiros dias em que foram abertas, o curso de qualificação profissional de Padaria Artesanal, com ênfase em Colomba Pascal e Panetone, oferecido pelo Fundo Social de Solidariedade (FSS) de São Bernardo, em parceira com o Governo do Estado (FUSSESP), formou a primeira turma de alunos, nesta sexta (01/12).

 

Durante a solenidade de entrega dos certificados, com a presença do prefeito Orlando Morando, do presidente da Fundação Criança Samuel Gomes Pinto, dos secretários municipais e de vereadores da base aliada, a primeira-dama e presidente do FSS, Carla Morando, se confirmou a pretensão de expansão da grade de cursos oferecidos pela Pasta, que ficou inativa na administração anterior.

 

"O papel do Fundo é maior do que a benevolência. Temos que dar novas oportunidades de emprego e renda aos nossos cidadãos. Os cursos profissionalizantes têm esta capacidade. Espero que todos tenham muito boa sorte nesta nova empreitada", detalhou Carla.

 

A nova padeira, Priscila Sales, disse que esperava esta oportunidade há muito tempo e que as receitas fizeram sucesso em casa. "Há 4 anos estou procurando um curso que realmente me ensinasse um novo ofício.Estou animada inclusive em montar o meu próprio negócio", comentou a aluna.

 

Em parceria com a Fundação Criança, que sedia na Unidade do Parque São Bernardo e disponibiliza os funcionários que ministram as aulas; além das receitas, os alunos aprendem sobre as condições de armazenagem, técnicas de higiene e manuseio, economia, cálculo e lições para evitar o desperdício na cozinha. O chefe do Executivo explanou sobre as novas características do mercado. "Os pequenos negócios são as novas fontes geradoras de emprego porque ainda dependem dos trabalhos artesanais. Depende da criatividade de cada um fazer deste curso uma nova fonte de renda. O produto eu provei, é de qualidade", elogiou Orlando Morando.

 

O curso de Construção Civil, com especialização em pedreiro e assentador de pisos e azulejos foram iniciados também esta semana. Novas vagas serão abertas para o próximo semestre e devem ser feitas na Fundação Criança, na Alameda Minas Gerais, 23, Parque São Bernardo, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A idade mínima dos participantes deve ser de 16 anos, para os cursos de Padaria Artesanal e de 18 anos para os cursos de Construção Civil, com 60 vagas e 20 vagas disponíveis, respectivamente, que serão preenchidas por pessoas em situação de vulnerabilidade social.

 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados