São Bernardo do Campo
Publicada em 30/10/17 as 09:55h - 24 visualizações
Prefeitura de São Bernardo antecipa pagamento de 13º salário para o dia 15/11
Medida foi autorizada pelo prefeito Orlando Morando e contemplam 21 mil funcionários públicos entre ativos e inativos

Divulgação


 (Foto: Divulgação)

Em mais um importante resultado conquistado, a partir do forte ajuste econômico feito pela Prefeitura de São Bernardo no início deste ano, os 21 mil funcionários públicos municipais (ativos e inativos) vão receber o pagamento integral do 13º salário já no próximo dia 15, em parcela única.

A ação foi planejada pelo prefeito Orlando Morando e equipe de governo, que tinham como prioridade priorizar o pagamento integral de todo o funcionalismo público.  

O plano é inédito e destoa do cronograma administrativo da cidade até então, que destinava pagamentos em duas parcelas ao funcionalismo. No caso dos ativos, 50% do valor junto ao período de férias (ou em 30 de novembro) e o restante em 15 de dezembro. Para os inativos, as fatias ocorriam até 30 de junho e a segunda também até 15 de dezembro de cada ano.

A Administração vai despender o montante de R$ 41 milhões, em valor líquido, garantindo uma conquista unificada a todos os servidores públicos, em um período de grave crise econômica no País em que a estagnação do crescimento perdura. O município foi gravemente afetado principalmente pela queda vertiginosa na arrecadação de receitas como o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

"O que este ano proporcionou no cenário nacional é muito grave em termos de crise econômica, desemprego e desaceleração. Em São Bernardo, este reflexo foi sentido muito forte em razão de ser uma cidade de muitas indústrias e pelo fato de nos ter sido deixado, pela gestão anterior, um restos a pagar de R$ 200 milhões. Se não tivéssemos implementado um controle forte de gastos, a cidade entraria em um colapso", pontuou Morando.

De imediato a posse em São Bernardo, a gestão de Orlando Morando iniciou dez itens de contenção orçamentária. Dentre eles, o fim do aluguel da frota de carros oficiais, extinção de telefones corporativos, congelamento em 35% dos cargos comissionados e suspensão da verba para a realização do Carnaval. Além disso, o prefeito estabeleceu uma meta de conquistar descontos para a conclusão de todas as dívidas pendentes deixadas pelo governo anterior.

A nova postura financeira em São Bernardo foi sentida logo a gestão completar 100 dias de trabalhos. Neste período foi contabilizado R$ 102 milhões em economia nos cofres públicos, mais de R$ 1 milhão por dia.

"Quando iniciamos o desafio era gigantesco, mas sabíamos que precisa ser encarado de maneira forte. Tudo o que conseguimos com este plano foi garantir que os serviços e os funcionários não fossem afetados", destacou.





Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados