São Bernardo do Campo
Publicada em 14/08/17 as 15:11h - 80 visualizações
Jardim Detroit recebe Programa de Regularização Fundiária

Montero Netto


 (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de São Bernardo iniciou neste domingo (13)o processo de Regularização Fundiária no bairro Jardim Detroit. A ação contempla 800 imóveis da região permitindo que famílias do bairro obtenham a posse de seus imóveis, os quais serão formalmente incorporados ao cadastro oficial do município. A Ordem de Serviço, para a adequação das moradias, foi assinada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB) em agenda na Escola Estadual (E.E.) Jean Piaget, no bairro.

 

Segundo o chefe do Executivo a regularização fundiária tem sido tratada de forma séria e prioritária por sua gestão. "Hoje estamos dando início a um grande sonho dos moradores do bairro. Tão importante quanto construir novas habitações e regularizar as que já existem. Hoje, cerca de 30% dos imóveis residenciais da cidade não possuem a documentação, por isso temos que dar uma atenção especial a esta situação", destacou.

 

A expectativa é que as escrituras dos imóveis sejam liberadasno máximo em 24 meses. O processo autorizado pelo prefeito inclui a medição das casas, cadastro de moradores e demais levantamentos de informações. Para o líder do bairro, Osvaldinho Teixeira, a ação da Prefeitura é uma alegria poder realizar esse antigo sonho. "Muitos prometeram, foram realizada muitas reuniões, mas nada de concreto havia sido feito até então", ressaltou.

 

Ao final do processo, a regularização da área se somará às 206 escrituras já entregues pela Administração na Vila dos Poetas, antiga Vila Kiko, e às 84 escrituras previstas para o Parque São Rafael. A meta é regularizar e entregar as devidas documentações de posse a 1.000 famílias de São Bernardo até o final do ano. Ainda em agosto, a Prefeitura também assinará a ordem de serviço para regularização da Vila São Pedro, uma das regiões com maior adensamento populacional do município.

 

De acordo com o secretário de Habitação de São Bernardo, João Abukater, tudo vai acontecer por conta da Prefeitura e ninguém vai precisar gastar R$ 1 sequer. Todo o processo, incluindo o registro em cartório, será sem nenhum custo para os moradores. Porém, precisamos que toda a comunidade colabore, participando das reuniões e recebendo as orientações das nossas equipes", finalizou.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados