São Bernardo do Campo
Publicada em 26/07/17 as 11:07h - 65 visualizações
Em Brasília, prefeito Orlando Morando avança em discussão sobre fábrica da Saab

Da Redação


 (Foto: Divulgação)

Chefe do Executivo de São Bernardo se reuniu com ministro da Defesa, Raul Jungmann, em pauta marcada pela possibilidade da empresa sueca fabricar suprimentos dos aviões-caça Gripen NG no município

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, efetuou, nesta terça-feira (25/07), mais um importante passo para avançar na discussão em torno do projeto sobre a fábrica da Saab, empresa sueca, que pode fabricar suprimentos dos aviões-caça Gripen NG no município.

Em agenda oficial em Brasília, o chefe do Executivo se reuniu com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e com o secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Flávio Augusto Corrêa Basilio, além de representantes das Forças Armadas, para abordar sobre toda a situação em torno do projeto.

"Saio com uma boa expectativa quanto à situação da possível instalação. Se concretizada, será um grande impacto positivo para nossa cidade e País, em termos de geração de emprego e aquecimento da economia", comentou o prefeito de São Bernardo.

No encontro, ficou estabelecido um avanço entre as partes envolvidas. O ministro da Defesa se prontificou a apurar os detalhamentos do contrato entre a União e a Saab, no que compete à compra dos aviões-caça e pautar uma reunião sobre os futuros desdobramentos.

"O ministro Jungmann foi incisivo em nos afirmar que vai averiguar todos os itens do vínculo do Governo Federal com a empresa sueca. Há uma prerrogativa que a Saab escolha o local para instalação de uma fábrica para produção dos componentes. Com esta ação hoje avançamos para dar total transparência ao que envolve esta possibilidade", complementou.

O projeto faz parte de um acordo entre a Saab e o governo brasileiro para a venda de caças, em um negócio estimado em US$ 5,4 bilhões. A definição do local deve acontecer no final deste ano ou início de 2018.

Os aviões-caça Gripen NG substituirão a frota de 36 aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira) entre os anos de 2019 e 2024. A possibilidade da chegada de uma fábrica para São Bernardo para a confecção de componentes dos aviões chegou a ser discutida em anos anteriores, mas sem efetividade, o que levou o prefeito Orlando Morando a fazer uma reunião com representantes da empresa sueca em seu gabinete, no último dia 12.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados