São Bernardo do Campo
Publicada em 30/06/17 as 12:08h - 47 visualizações
Por prevenção a acidentes, São Bernardo proíbe uso de cerol
Lei publicada nesta sexta-feira veta fabricação, venda e utilização de materiais cortantes em linhas de pipas e similares

Carla de Gragnani


A Prefeitura de São Bernardo publicou nos atos oficiais desta sexta-feira (30/06) a Lei 6569/2017, que proíbe a fabricação, venda e utilização de misturas de vidro moído com adição de cola em linhas de pipas e similares. Publicada estrategicamente no período que antecede as férias escolares, a matéria foi elaborada com intuito de prevenir a população, sobretudo as crianças, contra acidentes envolvendo materiais cortantes.


A propositura visa coibir o caráter nocivo e altamente danoso, em especial, da linha chilena, feita em processo industrial e com poder de corte quatro vezes superior à tradicional mistura a base de cola e vidro moído, mais conhecida como cerol.


Aprovado na Câmara nesta quarta-feira (28/06), o documento prevê o aumento da fiscalização por parte da Guarda Civil Municipal (GCM), além da apreensão do material irregular e aplicação de multa aos infratores. No caso de estabelecimentos comerciais, além do embargo do produto, também será lavrado um auto de infração e aplicada multa no valor de R$ 1.000. Infratores reincidentes deverão arcar com o valor dobrado da multa. Já a penalidade sobre uso próprio do material será no valor de R$ 200.


De acordo com o prefeito Orlando Morando, a medida é necessária para evitar lesões corporais e danos materiais causados pelo uso irrestrito de misturas com o cerol. "Como deputado, sempre defendi a proibição de materiais cortantes em pipas. Agora como prefeito, estou adotando mais um caminho de prevenção contra acidentes que atingem, principalmente, as crianças. O poder público não pode se omitir diante de irregularidades como esta e por isso estabelecemos essa lei, com apoio da Câmara", explicou o prefeito Orlando Morando.


Somente entre 2016 e o início deste ano, os equipamentos de Saúde de São Bernardo registraram 17 ocorrências ocasionadas pelo uso de cerol e similares em linhas de pipa. Para evitar novas ocorrências, durante o período de férias, equipamentos públicos como parques, praças e outros locais da cidade onde crianças e jovens costumam empinar pipas terão fiscalização ampliada pela GCM.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados