São Bernardo do Campo
Publicada em 25/05/17 as 09:34h - 53 visualizações
São Bernardo, Operação Pé D’água reduz em 30% volume de ocorrências
Força-tarefa, lançada para combater impactos das chuvas, foi encerrada registrando queda acentuada nas verificações, por conta de aumento das vistorias preventivas

Carla Gragnani


 (Foto: Divulgação)

A Operação Pé D'água, lançada em fevereiro, com intuito de minimizar o impacto das chuvas, encerrou atividades em abril com resultado positivo. Em três meses de operação, a ação registrou queda de 30% no número de ocorrências e acidentes em relação ao verão passado, conforme balanço realizado pela Defesa Civil de São Bernardo. A redução foi proporcionada pelo aumento das vistorias preventivas, que entre janeiro e abril deste ano, totalizaram 183 inspeções, superando o volume de acidentes.

 

Ao todo, foram computados 153 atendimentos a acidentes - sendo 37 interdições - contra 214 ocorrências averiguadas entre dezembro de 2015 e abril de 2016. As ocorrências mais recorrentes no período foram deslizamentos (30 verificações), queda de árvores (28) e desabamentos de placas, outdoors e muros (24). Também houve registro de acidentes envolvendo infiltração de águas pluviais, afundamentos, alagamentos, destelhamentos, solapamentos, infiltrações de rede de água e esgoto, entre outros. 


Já na área preventiva, as principais ações foram baseadas em vistorias técnicas para eliminar risco de quedas de árvores e galhos (50 ameaças), desabamentos de obras (28), de placas (25), deslizamentos e escorregamentos (8), solapamentos (5), entre outros. Os atendimentos por medida de segurança também foram incrementados pelo maior envolvimento de secretarias na operação. Nesta edição, 13 pastas foram mobilizadas para ampliação dos serviços de limpeza e manutenção da drenagem urbana, além de fiscalização dos setores de risco.

"É um resultado expressivo obtido por meio de um trabalho integrado entre os mais diversos setores da Administração, em um modelo novo para combate dos estragos causados pelas chuvas. Neste verão, tivemos um volume pluviométrico inferior, mas suficiente para danificar estruturas de moradias mais vulneráveis e causar outros problemas. Porém, atuamos de forma eficaz para minimizar esse impacto", destacou o prefeito Orlando Morando. O pico de chuvas na cidade ocorreu em janeiro, quando o volume pluviométrico chegou a atingir 286 milímetros.

Atuação social - Em atenção aos moradores prejudicados pelas chuvas, a secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania disponibilizou força-tarefa, fornecendo artigos de necessidade básica, como colchões (212 unidades), cobertores (179 unidades) e cartões alimentações (100 unidades). No período, não houve necessidade de remoções com transporte ou utilização de abrigo público. Também não foram registradas vítimas fatais durante a operação. Ao todo, a ação contou com 24 agentes da Defesa Civil, 51 pluviômetros instalados, além de 160 voluntários do Núcleo de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) e 100 agentes públicos treinados. 

Além dos serviços ofertados durante a operação, a Defesa Civil de São Bernardo desenvolve ações contínuas, realizadas ao longo de todo o ano, baseadas na limpeza de córregos, monitoramento de setores de risco, mutirões e distribuição de material informativo com objetivo de minimizar os impactos da chuva. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados