São Bernardo do Campo
Publicada em 09/11/16 as 14:39h - 168 visualizações
Prefeito Luiz Marinho empurra pagamento de ISS no final do mandato
Aprovado em 2014, aumento do imposto só veio após as eleições

Natan Silva


 (Foto: Divulgação)

Com um pouco menos de dois meses para o fim de seu mandato, o atual prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), causou transtorno aos munícipes, com o aumento do ISSQN-Construção Civil.

O imposto é cobrado do dono do imóvel, afirmando de que houve contrato de serviços de construção civil de terceiros sem a necessária documentação fiscal, resultando melhorias ou expansão da residência. Sendo assim, o valor cobrado atualmente não seria equivalente a condição real do proprietário. O ISS é uma das principais fontes de arrecadação da Prefeitura, ao lado do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). 

Os moradores dos bairros Jardim Represa e Grande Alvarenga, questionaram o prefeito sobre as cobranças, que criticou os reclamantes sobre "as esfarrapadas desculpas" para não pagar os boletos. "As pessoas receberam os esclarecimentos nas próprias notificações. Eu lamento que as pessoas busquem uma justificativa para não pagar, e que não paga sabe que não pagou. Se construir alguma coisa e sabe que tinha que pagar e não pagou, ele é sabedor de que é um devedor e que não pagou. Agora, as pessoas buscam as mais esfarrapadas desculpas para não efetuar um pagamento. Ninguém gosta de pagar multa, ninguém gosta de pagar imposto, mas ás vezes é necessário", respondeu.

Enquanto Marinho dava explicações, na entrada da Câmara os vereadores Tião Mateus, José Clóves e Antônio Carlos da Silva, o Toninho da Lanchonete (PT), davam explicações a moradores.

A alteração no valor do ISS é de um projeto de autoria de Marinho e patrocinado pela primeira-dama e secretária de Orçamento e Planejamento Participativo, Nilza de Oliveira (PT), foi votado em 12 de Dezembro de 2014 e aprovado pela Câmara Municipal.


Saiba quem apoiou:

Antonio Carlos (PT), Dr. Fábio Landi (PSB), Ferrarezi (PT), Dr. Gilberto França (PMDB), Índio (PR), João Batista (PRB), José Cloves (PT), Luizinho (PT), Marcos Lula (PT), Martins Martins (PHS), Paulo Dias (PT - Atual Secretário de Educação), Rafael Demarchi (PRB), Ramon Ramos (PDT), Reginaldo Burguês (PSD) e Roberto Palhinha (PTdoB).

Foram contra:

Estevão Camolesi (PPS), Juarez Tudo Azul (PSDB), Julinho Fuzari (PPS), Dr. Manuel (PPS), Mauro Miaguti (DEM), Osvaldo Camargo (PPS) e Pery Cartola (PSDB)

Não compareceram:

Cabrera (PSB), Marcelo Lima (SD) e Osvaldo Camargo (PPS)




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Evolução e Mulher Determinada
Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 9 7240-3561 / (11) 9 6012-4549 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados