São Bernardo do Campo
Publicada em 10/06/16 as 18:00h - 831 visualizações
Prefeitura de São Bernardo pede cancelamento de 20 mil multas

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

A prefeitura de São Bernardo, anunciou recentemente que as 20 mil multas aplicadas nas Avenidas Luiz Pequini e Pery Ronchetti, entre os dias 1° de abril e 31 de maio serão anuladas. Dentro desse período o limite de velocidade das avenidas foi reduzido de 60 km/h para 40 km/h, por tempo indeterminado.

O empresário Max Queiroga foi responsável por representar a região do Nova Petrópolis, para conversar com a prefeitura  sobre a alta demanda de multas aplicadas para os moradores da região, que receberam muitas multas por excesso de velocidade sem serem avisados previamente sobre essa alteração. O fato gerou uma alta mobilização interna na comunidade, tanto que se criou um grupo no whatsapp de quase 300 pessoas, para se discutir essa situação.

Para Queiroga, é de suma importância que a haja informação para a população para que não haja problemas de multas como aconteceu. "Tudo começa na informação, se mudou e não tem a informação, não tem jeito, nós continuaremos a ser multados, tanto que nós questionamos o secretário de transporte Oscar Campos, dizendo que se for mantida a velocidade, que seria necessário a instalação de banners, panfletos e faixas para alertar sobre as mudanças, no mínimo com um aviso prévio de 30 dias", falou.

Quando o problema surgiu, a comunidade teve facilidade de resolvê-lo, pois na mesma semana surgiu uma reunião do Orçamento Participativo no bairro do Nova Petrópolis. Mesmo não sendo a pauta do dia, a comunidade levantou o problema com a prefeitura, que se assustou com a situação. Todos levaram os formulários de multa para comprovar o erro da prefeitura, onde se pediu  explicação para o prefeito sobre essa situação.

Depois da OP, se fez uma reunião no dia 07/06 junto ao secretário de Transportes, para se mostrar o formulário das multas. Nesta reunião o secretário entregou o processo do cancelamento de todas as 20 mil multas.

Para o empresário é necessário que se tome medidas educativas para melhorar o trânsito, e critica as atuais medidas tomadas pela prefeitura de São Bernardo. "A questão do transito pode ser resolvida com a educação. Mas na atual situação nem a educação está ajudando, a cidade está toda desorganizada, devido à deficiência da administração pública, não existe coerência e nem gestão", disse.

Segundo Queiroga, o secretário teria dito na reunião que a velocidade das vias seria repensada após o término das obras. "Terminado as obras a velocidade das vias voltaria a ser 60 km/h, embora a prefeitura estude abaixar a velocidade para 50 km/h devido ao transtorno na cidade", completou.

 

 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados