Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

Santo André
Publicada em 29/01/18 às 11:54h
Santo André vacina 26 mil pessoas no primeiro Dia D contra a febre amarela
Município recebeu 500 mil doses da vacina e pretende imunizar toda a população

Tiago Oliveira


 (Foto: Ricardo Trida/PSA)
Santo André, 27 de janeiro de 2018 - Santo André realizou neste sábado (27) o primeiro Dia D de vacinação contra a febre amarela. As 27 unidades básicas de saúde da cidade funcionaram das 8h às 17h e imunizaram 26.204 pessoas. Com os números deste sábado, Santo André chega a um total de 64.767 munícipes vacinados desde que a campanha contra a febre amarela teve início, na última quinta-feira (25). 

A cidade recebeu até o momento dois lotes de vacina, que totalizam 500 mil doses. O objetivo é imunizar toda a população de Santo André contra a febre amarela. "Santo André não faz parte da área de risco, mas estamos fazendo um grande esforço para acabar com essa preocupação da cidade em relação à doença", explica o prefeito Paulo Serra. "Esta ação é preventiva, a população pode ficar tranquila porque não houve casos da doença na cidade", afirma o secretário de Saúde, Márcio Chaves.

Os munícipes que ainda não se vacinaram e não têm a possibilidade de se dirigir a uma UBS durante a semana, terão a oportunidade de receber a vacina em outros dois sábados, nos dias 3 e 17 de fevereiro, quando serão realizados novos mutirões. É possível ainda tomar a vacina de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em qualquer unidade básica de saúde do município.

Orientações - A campanha "Não vacile. Vacine-se! Quem tem o brasão amarelo no peito não tem a amarela no sangue" será realizada até 17 de fevereiro. Para se vacinar, o munícipe precisa levar CPF, Cartão SUS, carteirinha de vacinação ou documento com foto. A organização das filas tem respeitado os atendimentos prioritários de pessoas portadoras de deficiência, idosos com idade superior a 60 anos e pessoas acompanhadas por crianças de colo. 

As equipes também têm feito triagem nas filas para identificar possíveis fatores contra-indicativos para tomar a vacina e se a pessoa tomará dose fracionada ou padrão (reservada apenas para crianças entre 9 meses e 2 anos incompletos; quem fará viagem internacional com passagem em mãos; e portadores de HIV e hepatopatias agudas com recomendação médica em mãos). Para os demais, são aplicadas doses fracionadas da vacina, com o objetivo de se ampliar o número de pessoas imunizadas. Essas doses possuem a mesma composição da versão completa, e protegem contra a febre amarela. A diferença é que as doses aplicadas atualmente protegem pela vida toda, enquanto a dose fracionada é válida por oito anos. O primeiro lote com 150 mil doses já foi recebido pela prefeitura, que aguarda definição do Estado para o envio das doses restantes.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados