Santo André
Publicada em 21/07/17 as 10:34h - 50 visualizações
Número de reclamações sobre falta de água em Santo André cai mais de 70%
Aumento da vazão e combate a vazamentos contribuíram para queda da insatisfação dos usuários

Viviane Raymundi


 (Foto: Alex Cavanha/PSA)

Santo André, 20 de julho de 2017 - Levantamento feito pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) mostra que o número de reclamações por falta d'água na cidade caiu 71,5% entre fevereiro e junho deste ano. Compromisso firmado pela atual administração, a regularização do abastecimento foi uma das prioridades do prefeito Paulo Serra e da atual gestão da autarquia. Uma das primeiras ações do governo foi a criação de um programa de caça-vazamentos, além da retomada de diálogo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que permitiu o aumento da vazão de água fornecida pela companhia estadual.

 

O Semasa registrou 5.645 reclamações por falta d'água em fevereiro deste ano e 1.605 queixas em junho. Na comparação de junho de 2017 com o mesmo mês do ano passado, houve queda de 73%, passando de 5.926 reclamações para 1.605. Na comparação do semestre, a queda também foi significativa: 54%. Foram 33.016 reclamações entre janeiro e junho de 2016, contra 15.122 nos primeiros seis meses de 2017.

 

Em 2016, a vazão de água média enviada mensalmente pela Sabesp a Santo André era de 1.987 l/s. Já neste ano a média está em 2.250 l/s. Além do aumento no volume de água entregue pela companhia estadual, houve também melhora significativa na regularidade do fornecimento ao longo do dia, principalmente nos períodos de maior consumo.

 

Combate a perdas d'água - Em março, a Prefeitura, por meio do Semasa, lançou a Operação Caça-Vazamentos, que tem trabalhado em diversas frentes com o objetivo de combater as perdas de água e garantir maior regularidade no fornecimento.

 

Desde o início do ano, a autarquia já atendeu cerca de 10 mil ordens de serviço para reparos de vazamentos em redes e ligações de água na cidade. Além disso, também foram executados 406 metros de remanejamento de redes antigas.

 

Outra medida adotada pelo Semasa para combater as perdas de água do sistema foi a instalação de uma VRP (válvula redutora de pressão) na rede da rua Evaristo de Morais, no Jardim Stella. O equipamento fica instalado junto à tubulação de água com o objetivo de reduzir a pressão da água para níveis mais adequados, melhorando o sistema e sua eficiência. Até o fim do ano a autarquia pretende instalar mais 4 equipamentos do tipo nos setores Paraíso, Vila Vitória e Miami.

 

Boletim - O Semasa também passou a divulgar neste ano em seus canais virtuais (site, Facebook e app) um boletim diário com as intervenções ou manutenções realizadas que ocasionam a necessidade de fechamento do abastecimento de água.

 

O objetivo é oferecer mais transparência ao usuário - com um canal de informação mais ágil, quem vive no entorno de locais onde há uma manutenção fica alertado sobre a possibilidade de interrupção no abastecimento de água em função do serviço.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados