Ribeirão Pires
Publicada em 09/06/17 as 15:43h - 31 visualizações
Ribeirão Pires promove mutirão para consultas de vascular
Secretaria de Saúde e Higiene promove mutirão para zerar fila por especialidade e estimula prevenção à doenças

Da Redação


 (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde e Higiene da Prefeitura de Ribeirão Pires realiza, desde o início de maio, mutirão de consultas com médico vascular para zerar a fila de espera. Por meio de triagem e do encaminhamento dos casos que devem receber tratamento e/ou acompanhamento, serão contemplados cerca de 1.800 pacientes, que aguardam, pelo menos desde 2013, por atendimento com o especialista.

 

Por meio de parceria com profissional médico da área, a Prefeitura reduziu, no primeiro mês de atendimento, a fila de espera em quase 30%. "Estamos triando os pacientes e os separando em grupos, de acordo com a avaliação. A partir da identificação de problema vascular, fazemos o encaminhamento ao acompanhamento na rede municipal ou aos serviços de referência, para casos de alta complexidade que exigem tratamento e até mesmo cirurgia", explicou o Dr. Vanderley da Silva Paula, especialista que está voluntariamente realizando a triagem.

 

Do total de consultas realizadas até o final de maio, em torno de 60% dos pacientes não têm problemas vasculares. Grande parte desses casos, em que foram relatadas dores nos membros inferiores, por exemplo, estão associados a quadros de sobrepeso e/ou obesidade, ou, ainda, a distúrbios na coluna.

 

"Em razão do elevado número de pessoas com problemas de saúde em decorrência da falta de exercícios físicos, má alimentação ou hábitos ruins, daremos sequência à triagem feita por médico vascular encaminhando esses pacientes ao acompanhamento de equipe multidisciplinar da Atenção à Saúde da Família. Nosso objetivo é orientar para melhores práticas que certamente trarão mais qualidade de vida aos moradores, sem a necessidade de utilização de medicamentos ou intervenções médicas", afirmou a secretária de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires, Patrícia Freitas.

 

Entre os 40% de pacientes atendidos e diagnosticados com problemas vasculares, não há registro de casos graves e de alta complexidade. A maior incidência é de varizes simples e que receberão o encaminhamento para tratamento e acompanhamento pela rede de saúde. Em caso de intervenção estética, solicitada por alguns dos pacientes, a orientação é que busquem serviços particulares, uma vez que a rede pública prioriza os casos em que há riscos para a saúde.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados