Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

Mauá
Publicada em 18/06/18 às 18:30h
Liberado pelo STF, Átila Jacomussi é afastado da prefeitura de Mauá

Matheus Godoy


 (Foto: Reprodução / Facebook)

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) afastou o prefeito Átila Jacomussi (PSB) de suas funções no executivo de Mauá. A decisão foi tomada pelo desembargador Maurício Kato, que ainda impede que ele frequente as dependências da prefeitura, além de retirar seu passaporte internacional.


Apesar de ter sido liberado pelo juiz Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o político terá de aceitar as condições e também arcará com o pagamento de R$85 mil de fiança. As medidas cautelares do TRF-3 foram enviadas junto ao deferimento de Habeas Corpus, no dia 15 de maio.


O advogado de defesa, Daniel Bialski, afirmou que entrará com um pedido de reconsideração ainda nesta terça-feira e criticou as medidas impostas pela Justiça Federal.


"Assim como a prisão, consideramos que elas são inadequadas e exageradas para o caso. O Atila não realizou nenhum ato de improbidade. Os valores achados em sua residência foram amplamente justificados, e até amanhã entraremos com um pedido de reconsideração", afirmou.


Esse pedido deve ser analisado em até uma semana. Até lá, o prefeito deverá cumprir as medidas. Lembrando que o chefe do executivo mauaense foi preso pela Polícia Federal durante a "Operação Prato Feito", que investiga os esquemas de desvio de recursos da área da educação no Estado de São Paulo. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados