Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

Brasil
Publicada em 17/01/18 às 13:12h
Motoristas de aplicativos fazem protesto contra novas regras da Prefeitura de SP
Regras estão valendo há uma semana, mas penalidades passam a valer no dia 25 de janeiro. Entre outras determinações, condutores devem ter placa da cidade e ter até sete anos de uso.

g1


Motoristas de aplicativos realizam uma manifestação no Viaduto do Chá, em frente a sede da Prefeitura de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (17). O grupo protesta contra a regulamentação do serviço.

A Prefeitura criou normas para os exercício da atividade, as empresas criticaram e a gestão do prefeito João Doria (PSDB) reconsiderou algumas exigências, permitindo que o curso exigido seja feito online e que os carros tenham sete anos de uso, ao invés de cinco - os motoristas querem permissão para utilizar carros com até dez anos.

As regras estão valendo há uma semana, mas até esta terça ninguém foi multado, pois as abordagens realizadas nas primeiras duas semanas terão caráter educativo. As penalidades devem passar a valer no dia 25 de janeiro.

Estão sujeitos às novas normas todos os aplicativos que operam com tarifas diferenciadas em relação aos táxis na capital paulista, casos do Uber, Cabify, Lady Driver, Easy Taxi e 99.

Entre outras determinações, os motoristas devem ter placa da cidade onde prestam o serviço e passar por uma inspeção anual. É necessário realizar um curso de formação e obter o ConduApp, novo documento de certificação.


Outro protesto

Motoristas do Transporte Escolar Gratuito (TEG) também realizavam um protesto na tarde desta quarta-feira. Eles realizavam um ato em frente a sede da Secretaria Municipal de Educação, na Rua Borges Lagoa, na Zona Sul de São Paulo, contra o corte de mil funcionários da categoria.

O ato acontece desde as 9 horas e fez com que a SPTrans realizasse o desvio de 22 linhas de ônibus. A Polícia Militar, a Guarda Civil Metropolitana e a CET acompanham a manifestação.

Em nota, a Secretaria de Educação informa que não há mudanças no atendimento às crianças do transporte gratuito e que para elas as regras continuam as mesmas. A mudança em relação aos motoristas, segundo a Secretaria, está relacionada à forma de contrato com os condutores.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados