Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

Brasil
Publicada em 17/01/18 às 11:02h
PT pode decidir prisão domiciliar de Gleisi no dia 24; ela fica vendo o teipe do jogo Bayern de Munique X Bayer Leverkusen

UOL


Os capas-pretas do PT correram a pôr panos quentes — ou frios! — na declaração estúpida da senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente do partido, que chegou a prever "mortes" — sim, mortes! — caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva venha a ser preso. Ela própria teve de vir a público para dizer tratar-se apenas de "força de expressão", mantra repetido por toda a turma do "deixa disso".

A ordem para esfriar a conversa partiu do próprio Lula, que ficou furioso com a estupidez da "companheira". Assessores mais próximos estavam perplexos. Consideram que Gleisi está intimidando a Justiça e que a fala valeu por uma espécie de desafio aos desembargadores. Pré-declaração, numa escala de zero a 10, o temor da cúpula do partido de que Lula pudesse ter a prisão preventiva decretada era igual a zero. Agora, diz um dirigente, tudo pode acontecer.

A primeira voz a desautorizar Gleisi foi Paulo Okamotto, que preside o instituto que leva o nome do chefão petista e que atua como seu porta-voz. Okamotto chegou a fazer uma pilhéria, como informa a Folha: Disse ele: "Haverá uma comoção social. Vamos ficar chateados. Eu mesmo, se o Lula for preso, vou morrer do coração. Mas não haverá uma revolução, infelizmente".

Até Paulo Pimenta (RS), líder da legenda na Câmara, que não chega a ser um inglês do Século 19 em matéria de modos, deu um chega pra lá na sua "presidenta". Mandou ver sobre a fala: "Não tem sentido literal; não tem relevância". Seu colega de bancada, Carlos Zarattini (SP), chegou a sugerir que Gleisi é meio abestada. Segundo o parlamentar, ela passou a sofrer de "ansiedade cibernética", numa tentativa de se mostrar "proativa" na Internet. Ou seja: é meio boba.

Como se vê, os próprios petistas estão tratando a senadora como uma inimputável. No sábado, ela protagonizou um episódio patético. Leu "Forza Lula" numa faixa em que estava escrito "Forza Luca". Explica-se: "Luca" é o nome de um torcedor italiano que se feriu em novembro, na Itália, num confronto de torcidas e está em coma. Faixas lhe desejando "força" passaram a ser exibidas em estádios Europa afora. Escreveu ela no Twitter:
"SHOW DE TORCIDA!! Um apaixonado por futebol como @LulapeloBrasil merece mesmo o carinho e a homenagem de torcedores no mundo todo. Recebi esta imagem, que mostra uma faixa 'FORZA LULA' na torcida do Bayern de Munique, ontem, na partida contra o Bayer Leverkusen, pela Liga Alemã".

Por que diabos um torcedor do Bayern de Munique levaria ao estádio uma faixa desejando "força" a Lula? Só a mente perturbada de Gleisi seria capaz de explicar. Ela não explicou e ainda atacou o veículo que divulgou sua mensagem ridícula.

Lula pode se irritar o quanto quiser, mas não pode reclamar, né? Paga o preço de suas escolhas. Ele fez de Dilma Rousseff a sua candidata à Presidência da República. Deu no que deu. E foi também ele quem ungiu Gleisi "presidenta" do PT. Se há coisa que a gente aprende, né?, desde os primeiros passos da vida adulta, é que jaqueira dá jaca. Quem quiser colher amoras ou maçãs tem de fazê-lo em amoreiras e macieiras…

Será que a senhora Gleisi Hoffmann poderia oferecer algo diferente? Acho que não… Ela faz o que sabe e o que está a seu alcance.

Quando ela própria tentou se justificar, explicando a sua antevisão de que haveria mortes, mergulhou definitivamente no patético:
"Usei uma força de expressão para dizer o quanto Lula é amado pelo povo brasileiro. É o maior líder popular do país e está sendo vítima de injustiças e violência que atingem quem o admira. Como não se revoltar com uma condenação sem provas?"

Entendi. Quando Gleisi fica indignada, ela pensa em cadáveres.

Ao menos uma consequência positiva houve do destrambelhamento de Gleisi. O comando partidário resolveu reforçar o seu próprio sistema de segurança — e todas as manifestações contam com pessoas que cuidam dessa área — para evitar ao máximo confronto com a Polícia ou com manifestantes contrários a Lula. A última coisa de que o ex-presidente precisa são milícias truculentas tentando intimidar juízes.

A área de "Inteligência" do PT chega mesmo a avaliar que o risco de decretação de uma prisão preventiva de Lula é diretamente proporcional à truculência das manifestações. E, se querem saber, acho que a avaliação está correta. Talvez seja o caso de o partido decretar, nesse dia, uma espécie de "prisão domiciliar" de Gleisi, administrada pela própria legenda. O que acham? Deixo aqui a minha sugestão, sempre no intuito de colaborar com os companheiros, é claro… Ela ficaria em sua casa, assistindo ao videoteipe da partida entre o Bayer Luverkusen e o Bayern de Munique…




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2018 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados