Brasil
Publicada em 02/06/16 as 18:16h - 177 visualizações
Delegados elegem Érika Marena para comandar a PF

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

A delegada federal Érika Mialik Marena, integrante do grupo que conduz a Operação Lava Jato, conseguiu o maior número de votos de seus pares entre os candidatos de uma lista tríplice para a escolha do próximo diretor da Polícia Federal.

Se de fato o presidente interino Temer confirmar a nomeação, será a primeira vez que uma mulher chega ao cargo e também a primeira vez que a escolha é feita em votação da própria categoria. Antes, o cargo de diretor-geral da Polícia Federal era escolhido pelo presidente do país. O atual diretor, Leandro Daiello, está no cargo desde o início de 2011, quando foi nomeado pela presidente afastada, Dilma Rousseff.

Com a intenção de tornar o processo mais democrático  a Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal (ADPF) fez uma votação entre seus membros para indicar três nomes de candidatos ao cargo. Além disso a ideia do grupo é pressionar o governo a seguir esse novo rito após a saída de Daiello, prevista para ocorrer após a Olimpíada.

A entidade pressiona o governo para fazer essa alteração, aprovando a PEC 412 (que aguarda parecer do relator na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados), lei que prevê a autonomia administrativa da PF, a adoção da lista tríplice e um mandato de três anos para o diretor.

Mas a medida não agradou a todos, tanto que houve um racha dentro da PF, pois alguns funcionários da PF não gostaram muito da medida, segundo os oposicionistas esse formato de votação é injusta e antidemocrática por contar com votos apenas dos delegados, que correspondem a cerca de 10% do total de funcionários da categoria.

Apesar de toda a polemica envolvida na escolha de Érika,  somado  ao fato de formar um time de ministros sem mulheres o presidente interino Michel Temer poderá usar a nomeação de Marena como uma forma de amenizar as críticas. Para a delegada eleita, essa decisão será um avanço. Marena ainda falou que experiência obtida na Lava Jato será um diferencial em sua gestão e poderá estender a experiência para outras investigações.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados