Brasil
Publicada em 11/04/16 as 17:57h - 266 visualizações
TCU barra prosseguimento do programa de Reforma Agrária

Rafael Madjarof


 (Foto: Divulgação)

O Tribunal de Contas da União (TCU), barrou no dia 7 de Abril, a continuidade do programa de reforma agrária no Brasil. O motivo do rompimento é fato de os auditores terem encontrado muitas irregularidades dentro do programa, um dos fatos que chamaram a atenção é  o de um morto estar recebendo terra para loteamento.

A fraude atinge 600mil beneficiários, o que é equivalente a um terço das pessoas que são atendidas pelo programa. O levantamento feito pelos servidores do TCU junto dos dados da Receita Federal e do Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra), revelam números inacreditáveis, dos beneficiários  eram 62 mil empresários, 144 mil servidores públicos e quase 38 mil mortos.  

Não foi só os beneficiários, que ficaram com parte do recurso do programa, ficaram com o dinheiro do programa, 800 vereadores, quase 100 deputados estaduais, 69 vice-prefeitos, quatro prefeitos e um senador.

Com sua medida o TCU está interferindo em todos os processos de assentamento de famílias, além de ter que interromper a concessão de crédito. A medida do órgão é conseguir evitar  um rombo de R$ 2,5 bilhões de reais, valor a ser gasto com 120 mil assentados entre aos anos de 2016 e 2019.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
Jornal Divulgação Exata - (11) 2897-5833 - redacao@jornalexata.com.br
Copyright (c) 2017 - Jornal Divulgação Exata - Todos os direitos reservados